Portal Exame.com destaca história dos presidentes da Maravilhas da Terra

O Portal Exame.com destacou na última quarta-feira (28/09) a história do casal Lorena e Neil Campos, presidentes da Maravilhas da Terra.

Confira abaixo a matéria completa:

Casal lança empresa na sala de casa e dá oportunidade de empreender a mais de 20 mil pessoas

As várias tentativas de empreender sem sucesso não impediram o casal Lorena e Neil Campos de arriscar novamente e criar o seu próprio negócio de vendas de chá.

Sem dinheiro para alugarem uma loja, o local escolhido para sediar a Maravilhas da Terra precisou ser a pequena sala de suas casas, em Jundiaí, no interior de São Paulo.

Quem os via apertados em meio às máquinas e às ervas, cuidando de cada etapa desde a produção até o embalo e comercialização dos produtos, jamais poderia imaginar que aquele negócio caseiro seria capaz de alcançar um faturamento milionário e penetrar em todos os Estados do País.

O ponto de virada foi quando o casal decidiu tirar os produtos das prateleiras dos mercados da região e entregá-los nas mãos das pessoas, que seriam responsáveis por vendê-los e trazerem novos parceiros para o negócio.

Assim, quem trouxesse mais pessoas para a companhia ganharia uma porcentagem sobre os resultados delas e de quem elas também recrutassem.

“Quando começamos a ver os resultados dos produtos e os feedbacks que recebíamos dos clientes com a melhora da sua saúde, apostamos que cresceríamos muito mais colocando o negócio nas mãos das pessoas, em vez de ficarmos engessados apenas nos supermercados”, conta Neil Campos, hoje presidente da Maravilhas da Terra ao lado da esposa Lorena

Desde então, um exército de mais de 20 mil empreendedores se juntaram à Maravilhas da Terra com o desejo de conquistarem a renda capaz de pagarem as suas contas ou até mesmo de transformarem as suas vidas.

Foi o que aconteceu com o casal Eduardo Reis e Eliane Almeida, que já ganharam o suficiente para construir sua própria casa, viajar pela Europa e colocar dois carros importados na garagem como reconhecimento do seu trabalho.

“Nunca imaginávamos que tudo isso aconteceria tão rápido, já que eu estava desempregada e o Eduardo trabalhando como mecânico industrial quando começamos a vender os chás nas feiras aqui perto de casa”, relata Eliane, que mora no Rio de Janeiro.

“Nos viciamos nas histórias de vidas das pessoas”

Mais do que os resultados financeiros conquistados pela Maravilhas da Terra, que cresce a um ritmo de 15% ao mês, as histórias de transformação de vida provocadas pelo negócio motivam os presidentes da companhia a expandirem com ainda mais força pelo país.

“Todos os dias recebemos vários relatos de clientes que estão mais magros, dormindo melhor e com a saúde mais controlada, ao mesmo tempo que vemos muitos dos nossos empreendedores vivendo com mais conforto e qualidade graças a essa oportunidade. Tem muita gente ignorada pelo mercado tradicional que aqui encontra espaço para crescer e construir os seus resultados. Aqui elas são vistas, reconhecidas e ouvidas e nos viciamos em conhecer e transformar as suas histórias”, afirma Lorena Campos.

Para entrarem para o negócio, é preciso contatar um dos consultores da Maravilhas da Terra e adquirir o kit inicial de produtos da empresa no valor de R$ 247,90. A partir daí, já é possível comercializar esses produtos e recrutar novas pessoas para o negócio, ganhando uma porcentagem relativa aos resultados delas e de quem elas trouxerem. E, assim, sucessivamente.

“Somos uma empresa inclusiva que permite que todos ganham pois temos o propósito de transformar vidas, enquanto ajudam outras pessoas a viverem com mais saúde através dos nossos produtos. Ao reunirmos todos esses benefícios, estamos encontrando espaço para penetrar com muita rapidez em todo o país e temos espaço para mais centenas de milhares de pessoas também se beneficiarem dessa oportunidade”, afirma Martinelly Santos, CEO da empresa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*